COORDENADORIA REGIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO AVALIA SISTEMA DE ESGOTO DO MUNICÍPIO

No ano de 2017 o vereador Ricardo Moura (Zé Mingau), ajuizou Representação contra a Copasa no Ministério Público deste município, referente à tarifa de esgoto, considerada abusiva, sendo 90% (noventa por cento) do valor da água, alegando também ineficiência dos serviços da empresa quanto ao sistema de esgotamento sanitário, principalmente pela questão das elevatórias muito próximas às residências e ao esgoto jogado in natura no lago, quando acontece alguma eventualidade.

A Representação se transformou num Inquérito Civil Público, sendo transferido para a Coordenadoria Regional do Meio Ambiente do Ministério Público, em Patos de Minas, que fez o convite ao Presidente da Câmara e ao autor da Representação, para uma audiência sobre o assunto.

visitaMP

A reunião aconteceu no último dia 05 de maio, no Gabinete do Coordenador Regional, Promotor de Justiça, Dr. Athaide Francisco Peres, com a presença do Presidente Diney (Caju), do vereador Ricardo Moura (Zé Mingau) e do servidor da Casa, Roosenveltt Júnior, onde foram debatidos os seguintes pontos:

1 – Pontos de elevação de esgoto, odores e poluições atmosféricas;

2 -  Provas de lançamentos de esgotos cru em operação de sistemas;MPpatosdeminas

3 – Plantas aquáticas (Plânctons) nas represas do Município;

4 – Análises bioquímicas dos efluentes;

5 – Alta taxa cobrada pela ARSAE, considerando o investimento feito pelo Município em infraestrutura.

O Promotor de Justiça informou que a Copasa será notificada para prestar os esclarecimentos devidos sobre a execução dos serviços de esgoto para o município e, após, será solicitada a perícia do próprio Ministério Público para avaliar a situação da operação de todo o sistema de esgoto da cidade.