ROMPIMENTO DE BARRAGEM EM BRUMADINHO: ACOMPANHE AS NOTÍCIAS

Barragem

Foto: G1 - Globo.com

ÚLTIMAS INFORMAÇÕES SOBRE O DESASTRE  

 

Nota IGAM - monitoramento da qualidade das águas do rio Paraopeba - represa de Três Marias - 22/03/2019

Boletim Monitoramento Rio Paraopeba

Possíveis impactos dos rejeitos no Rio São Francisco

Nota de Esclarecimento sobre o Desastre da Barragem B1

Todas as informações em tempo real também poderão ser acessadas no site da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, cujo link segue abaixo:

http://www.meioambiente.mg.gov.br/component/content/article/13-informativo/3741-desastre-ambiental-barragem-b1-mina-corrego-do-feijao

 

Desde que recebeu a notícia do rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, região metropolitana de Belo horizonte, ocorrido na tarde de 25/01/2019, o Presidente da Câmara Municipal, vereador Diney (Caju), vem mantendo contato constante com as autoridades, em busca de informações oficiais sobre a dimensão da tragédia e dos impactos ambientais para nossa região.

Até o momento, as informações oficiais que o Presidente tem recebido, pede que a população procure se tranquilizar um pouco, não se deixando apavorar por notícias alarmantes, que não sejam  de fontes oficiais, pois, as autoridades ambientais estão em estado de alerta, tomando todas as providências para evitar que os impactos da tragédia cheguem até a nossa região.

A Secretaria de Meio Ambiente de Três Marias informou que o Prefeito está em contato com o Gerente Regional da Copasa, Daniel Aguiar, sendo informado que a Empresa está monitorando os rejeitos, cuja velocidade está muito lenta, em razão de ser uma área mais plana em comparação à barragem que rompeu em Mariana, que era um vale, por isso a lama desceu com mais velocidade. Além do mais, ainda existem duas represas antes de chegar até a represa de Três Marias. 

A Defesa Civil informou, também, que o rejeito já está se estabilizando no leito do rio Paraopeba e não deve se deslocar em direção à hidrelétrica de Três Marias. 

"Peço a toda a população de Morada Nova de Minas, e região, que procure se tranquilizar, especialmente os produtores, piscicultores, pescadores, enfim, sabemos que nossa economia depende muito da represa, por isso, as autoridades estão trabalhando com firmeza para conter os impactos desta grande tragédia", - afirma o Presidente da Câmara. 

VISITA AO DEPUTADO DOUGLAS MELO

Visita Douglas

 No dia 29 de janeiro, o Presidente Diney, juntamente com o vereador José Gonçalves (Zezinho) e o 2º Sargento PM, José Batista de Oliveira Campos, comandante do Grupamento da Polícia Ambiental deste município, esteve no Gabinete do Deputado Estadual Douglas Melo, solicitando o apoio do Deputado, na Assembleia Legislativa e junto aos órgãos ambientais, para o monitoramento dos rejeitos do minério da barragem, uma vez que há a preocupação de que esses rejeitos possam atingir a represa de três Marias. 

O Deputado informou que está mantendo contato direto com a Copasa e órgãos ambientais para monitorar a situação do Rio Paraopeba, e continuará acompanhando de perto a situação. "A minha maior preocupação com a contaminação da represa de Três Marias é a possível morte de peixes, o que seria um dano ambiental muito grande, além de econômico, já que Morada Nova de Minas tem como principal gerador de emprego o ramo da piscicultura" - afirmou o Deputado. "Morada Nova de Minas pode contar com meu apoio", concluiu.

Na oportunidade, o Presidente Diney (Caju) e o Sargento Batista solicitaram ao Deputado uma viatura rural, para fazer o patrulhamento no município. 

 PRESIDENTE  DA CÂMARA SOLICITA INFORMAÇÕES E PROVIDÊNCIAS DOS ÓRGÃOS COMPETENTES

Além dos contatos telefônicos com as autoridades, visita ao gabinete do Deputado Douglas Melo, o Presidente também enviou ofício à Codevasf, Copasa e Cemig. Acompanhe acessando as imagens abaixo:

E-mailcopasa Resposta Copasa
E-mailcemig Oficiocodevasf